Retina
Fique atento
as novidade do mercado
Confira as últimas notícias e tendências
O que criar primeiro: site ou rede social?
Serviços

O que criar primeiro: site ou rede social?

Hoje, é praticamente inimaginável um negócio não possuir uma participação efetiva na internet. E quando falamos em presença efetiva, estamos falando na escolha das ferramentas adequadas para obter os resultados desejados.

Isso exige uma análise interna bem feita para que você possa fazer a melhor escolha possível e atingir o seu público de maneira mais satisfatória.

Portanto, é natural que no momento de investir em presença online surjam muitas dúvidas. Uma das principais delas é sobre o que criar primeiro: site ou rede social?

Essa escolha tem muito impacto na sua estratégia, por isso é fundamental entender as diferenças existentes entre elas e também as características inerentes a cada uma.

Sendo assim, neste post, vamos falar sobre as particularidades de cada plataforma e mostrar como você pode organizar o espaço digital do seu negócio da melhor forma possível. Acompanhe a leitura e entenda!

Qual é a diferença entre site e redes sociais?

Primeiramente, devemos entender que tanto o site quanto as redes sociais são distintos entre si e que cada plataforma possui uma finalidade. Esse ponto é crucial para começar a entender as diferenças.

Vamos ver cada uma em detalhes?

O site

site institucional é considerado o “cartão de visitas” da sua empresa na internet. Uma página na web é importante para publicar informações mais completas sobre a atividade do negócio, como:

  • produtos e serviços ofertados;
  • localização;
  • missão, visão e valores.

O objetivo principal do site é expor a empresa para o cliente no momento em quem ele realiza a busca. É nessa página que o consumidor terá contato com a “vitrine virtual” do seu negócio e ao seu catálogo de produtos.

No website, é possível:

  • personalizar o espaço de acordo com a vontade do empreendedor;
  • publicar conteúdos e fortalecer a estratégia de inbound marketing e marketing digital;
  • fortalecer o SEO para um melhor desempenho nos mecanismos de buscas;
  • ter maior autoridade em relação às publicações;
  • agregar a quantidade de páginas que for necessária;
  • adicionar landing pages para a captação de novos leads.

No site, também é possível investir nas vendas por meio online, dispensando a necessidade do deslocamento do cliente para a loja física.

Vender na internet é uma grande demanda do mercado atual, com vantagens tanto para o cliente quanto para a empresa. Afinal, isso abre a possibilidade de o seu negócio estar disponível para o cliente a qualquer hora do dia.

As redes sociais

Ainda hoje, muitos empresários são resistentes em utilizar ativamente as redes sociais, seja por falta de tempo para criar conteúdo e atualizar constantemente, seja pela crença de que esse investimento é desnecessário.

Mesmo com toda a resistência, o cenário brasileiro tem mudado nos últimos anos, e, assim, as redes sociais vêm ganhando cada vez mais popularidade.

Um estudo realizado em 2016 revela que o Brasil se tornou o maior usuário de redes sociais na América Latina e um dos maiores do mundo, com aproximadamente 93,2 milhões de pessoas conectadas em pelo menos uma rede.

Em vista da quantidade de pessoas que acessam as redes sociais diariamente, é possível:

  • engajar os seguidores da sua empresa por meio de postagens relevantes;
  • interagir com os clientes de maneira mais próxima e humanizada;
  • compreender o comportamento dos potenciais consumidores;
  • atrair clientes para o seu site;
  • impulsionar os conteúdos publicados no website.

É importante lembrar que as redes sociais não são ambientes para divulgar propagandas aleatoriamente, já que o principal objetivo é cultivar um relacionamento mais próximo com o público, de maneira a compartilhar publicações de qualidade e que gerem valor para quem as lê.

Aprofundando as diferenças

Para deixar mais claro ainda as diferenças entre site e rede social, vamos trazer alguns conceitos mais aprofundados.

O primeiro deles é a diferença da possibilidade de análise de métricas existente entre os dois. Um exemplo claro dessa diferença é que, no caso do site, por exemplo, o tempo de permanência na página é um fator fundamental para gerar mais vendas. Se o cliente permanece por um período maior navegando, aumentam as chances dessa visita ser convertida em venda.

Já as métricas nas redes sociais estão mais ligadas ao poder de segmentação, pois a missão dela é, em grande parte, obter leads e gerar tráfego para o site.

Também há uma diferença gritante entre a forma de exposição dos conteúdos, já que nas redes sociais as publicações ficam expostas por menos tempo e no site as informações são atemporais e tem um caráter mais institucional.

A quantidade de texto também é um fator muito relevante para detalhar as diferenças, visto que o site consegue colocar textos maiores e mais completos, enquanto as redes sociais prezam pela objetividade e por uma comunicação mais rápida.

O site também conta com recursos como o já mencionado SEO, o qual amplia as possibilidades de gerar uma experiência melhor e mais personalizada para os clientes.

Um mito existente na hora de escolher entre criar primeiro site ou rede social é o de que essa última é mais vantajosa por ser gratuita, enquanto a criação de um site bem elaborado exige um investimento financeiro para tal.

Esse mito não se sustenta por várias questões. Dentre elas, podemos citar a importância de ter as duas ferramentas porque elas se complementam e são formas de levar tráfego uma para outra. Além disso, os propósitos são bem diferentes. O site tende a ser um espaço mais formal e também o ponto final para fechar o negócio. A rede social, por sua vez, tem a função de interagir com o público de forma mais direta e ser um ponto de partida para atrair potenciais clientes.

Afinal, o que criar primeiro?

Considerando as particularidades de site e redes sociais apresentadas anteriormente, o ideal é criar primeiro o endereço online. É por meio do website que sua empresa poderá se posicionar de maneira mais sólida na internet, além de passar mais credibilidade para os clientes.

Logo após a construção da página, crie os perfis nas redes sociais para promovê-los e compartilhar conteúdos com o público.

Por fim, antes de construir um website ou criar um perfil em alguma rede social, é essencial elaborar um planejamento bem estruturado, com objetivos claros, para evitar ações desnecessárias e que não gerem valor para os clientes.

Esse planejamento ajuda bastante a criar ações integradas, já que isso é fundamental para o sucesso da estratégia como um todo. De nada adianta, por exemplo, ter uma página que gere bastante tráfego para o site, se este não estiver na qualidade desejada para atender a demanda oriunda da rede social.

O ideal é contratar uma agência de publicidade especializada em marketing digital, com profissionais qualificados para o planejamento de marketing e a execução de cada etapa do plano. Desse modo, evita-se o fracasso da estratégia digital, que pode ser causado pela falta de experiência online.

Com esse panorama, fica fácil entender o que criar primeiro: site ou rede social, além de entender de forma mais clara as principais diferenças existentes entre elas.

E para ampliar ainda mais o seu conhecimento, basta assinar a nossa newsletter. Assim, você recebe dicas e conteúdos valiosos diretamente no seu e-mail. Aproveite!

Fique por dentro de todas as novidades do mercado.

Cadastre-se e receba nossa newsletter!
Fique por dentro das
nossas redes sociais
Linkedin Retina WEB Instagram Retina WEB

Inove sua maneira de comunicar
e fortaleça suas vendas